Pesquisar este blog

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Vergonha de ser brasileiro.

Resultado de imagem para bandeira do brasil   Não sou eu a pessoa que tem "vergonha de ser brasileiro". Nunca disse  isso e tenho certeza que jamais vou dizer. Infelizmente, vez por outra, leio ou ouço essa  triste afirmação em algum lugar e quero, de alguma forma, demonstrar o meu repúdio.
   Para mim, não existe essa coisa de ter vergonha, nem mesmo orgulho, de ser brasileiro. Sou brasileiro e ponto final. Nascemos onde nascemos, não para nos orgulharmos disso ou não e, sim, porque simplesmente temos nossa identidade ligada à essa terra para o bem e para o mal. 
    Se estamos incomodados com alguma coisa que não está funcionando direito, devemos lutar dentro das nossas possibilidades para mudar isso. Limitar-se a dizer que se tem vergonha de ser brasileiro é optar pelo caminho mais fácil.
     Pois bem, parece que para muita gente nascemos num determinado país para vivenciarmos apenas o que ele tem de melhor. Enquanto as coisas estão bem, todos ficam felizes e vão para as ruas comemorar os gols e as vitórias. Porém, basta que algo dê errado para que desejem esquecer a sua identidade brasileira.
    Muitos procuram a imprensa - principalmente os artistas e ricos -  para dizer que vão deixar o país para viver em um lugar "mais civilizado". Será que isso é mesmo ser brasileiro? Se for, é uma nacionalidade de fachada. Algo para usarmos em tempos de bonança. 
   Toda vez que leio essas notícias de que alguém, ou um grupo, diz que está envergonhado de ser brasileiro, imagino que isso também se refira à sua própria família. Não dá para fazer diferença entre pátria e família. A pátria é a família ampliada. Quando renegamos nossa pátria, renegamos também a nossa família.
   Numa mesma família há bons e maus, pessoas que constroem e pessoas que atrapalham o progresso. Nem por isso deixa de ser família. Dizer por aí que se tem vergonha de ser brasileiro após um acontecimento pouco honroso é infantil e afirma claramente que abandonamos o barco quando ele parece perder o rumo.
     Quem devia ter vergonha de pessoas assim é o BRASIL. Mas tenho certeza de que, como uma mãe amorosa, o país não se envergonha de nenhum de seus filhos.

Bom domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário