Pesquisar este blog

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Entusiasmo, o combustível da vida.

     Tenho quase certeza absoluta de que se fosse perguntado qual o combustível que move a vida você responderia que, entre outras coisas, seriam, por exemplo, os alimentos sólidos e líquidos que ingerimos  todos os dias ( nem todo mundo, infelizmente) e que nos mantém vivos. Afinal, como diz o povo: saco vazio não para de pé".
     Boa resposta. Só que, apesar da importância de manter-se bem alimentado e com isso garantir a saúde do nosso corpo , tem outra coisa que, pelo menos para mim, é vital: o instusiasmo. Acho que sem ele nem uma lauta refeição tem graça. Para viver temos que estar entusiasmados com alguma coisa. Não importa o que seja. Pode ser a coisa mais boba do mundo. Vale tudo. O que conta é que essa coisa nos jogue para alto, nos inflame por dentro e por fora, nos coloque na ordem do dia, nos faça continuar a nossa caminhada sem dar muita bola  para as vicissitudes da vida.
      Se estamos entusiasmados até as dificuldades, as dores, os tropeços parecem não significarem tanto, não impedem que sigamos em frente. Eles estão ali, mas não nos aterrorizam, pois o entusiasmo nos torna mais fortes para enfrentá-los com o destemor dos heróis. Aqueles mesmos heróis que tanto admiramos sejam reais ou simplesmente fruto da imaginação fértil de um escritor. O entusiasmo nos faz senhores e senhoras de nossas próprias histórias. Não precisa empunhar uma capa ou ser politicamente correto o tempo todo: somos humanos, esqueceu?
     Portanto, lembre-se: o entusiasmo é o combustível que move a vida. Ou você duvida disso? Basta olhar dentro de si para saber como você age com entusiasmo ou quando se deixa levar na base do piloto automático. É ou não é diferente? Com entusiasmo vamos longe, atravessamos montanhas. planícies, rios, mares, oceanos ainda que seja para colher uma flor, ver cair a neve, dar um beijo, tirar uma foto no pico mais alto, qualquer coisa.
    Viva com entusiasmo, a chama que nunca deve se apagar em nós. Para encerrar o assunto, acho que não existe vida sem entusiasmo, essa força que vem de dentro e se espalha e contagia quem se aproxima da gente. Entusiasme-se.