Pesquisar este blog

domingo, 23 de maio de 2010

Aprender a pedir.

          Outro dia, meio sem querer, pois não era dirigida a mim, ouvi uma frase que me fez parar para pensar. A frase em questão foi dita por  um rapaz para justificar seu novo estado de alma. Ele disse mais ou menos isso: "Agora tudo mudou para mim. Uma amiga me ensinou que para Deus nos ajudar, a gente tem que pedir. É o que eu tenho feito: estou pedindo tudo para Deus." Acredito que a convesa não terminou por ai, mas o que ouvi foi o bastante para que eu me jogasse de cabeça numa meditação sobre o assunto.
          Em primeio lugar, me dei conta de que eu também as vezes me esqueço dessa prerrogativa que Deus, o Pai Todo-Poderoso, nos dá: o de se dirigir a Ele com nossas queixas e pedidos. Quase sempre me colocava naquela condição daqueles que pensam que se Deus tudo sabe, também deve saber das minhas necessidades e, por isso, eu não precisava ficar o tempo todo pedindo ou lembrando a Ele para que não se esquecesse o filho Dele aqui. Talvez seja aí que eu, e acho que muita gente boa também, estava redondamente enganado. Deus precisa que eu me manifeste, que eu fale dos meus desejos, que eu divida com Ele os meus planos e metas. Só assim, como parte integrante daquilo que faço ou planejo fazer, Ele pode me ajudar.
          Foi essa a conclusão que eu cheguei depois de ter ouvido aquele rapaz. Para ele os problemas continuavam a existir, só que agora ele , depois do alerta recebido da amiga, tinha com quem dividí-los. Deus, com certeza, passou a ajudá-lo nas soluções dos seus problemas tornando seu fardo menos pesado.
         Em segundo lugar, conclui que eu estava precisando ouvir aquilo. Mais uma vez precisei dar o braço a torcer e admintir que Deus não costuma vir "pessoalmente" para ajudar os Seus filhos, Ele, geralmente, manda os seu anjos. Só que não são aqueles anjos tradiconais branquinhos, lourinhos e com asas. São anjos de carne e osso. Eles podem vir na forma de um amigo ou mesmo inimigo, conhecido ou desconhecido. É preciso estar sempre alerta. As mensagens estão sempre espalhadas por aí. Basta prestar atenção no que se passa à  nossa volta. Por ouro lado, nunca podemos esquecer que nós, eu, você e todo mundo, podemos também estar, vez por outra, no papel de anjos na vida de alguém. Quanta responsabilidade!