Pesquisar este blog

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Sinal dos tempos?


     Que as coisas mudam com o tempo, ninguém ignora isso, não? Também ninguém desconhece igualmente que essas mudanças ora são para melhor, ora nem tanto. Vimos, através do passar dos tempos, muitos costumes  considerados ruins sofrerem alterações que os fizeram chegar aos nossos dias totalmente transformados.Não  se pode negar que isso é algo bom, sinal de que houve aprimoramento. 
     Outros costumes, por sua vez, seguem o caminho contrário. Bem vistos na sua origem, com o tempo passam a ter uma conotação completamente diferente, tornando-se algo mal visto e evitado pelas pessoas. E o que é mais surpreendente é que, muitas vezes, não se trata de algo exatamente negativo ou pouco recomendado.
     É claro que você dirá que isso é natural. Afinal se há evolução, também pode haver "involução". Muitos caminham em busca de iluminação, mas o caminho contrário parece seduzir da mesma forma,  infelizmente.  
    As pessoas, não sei se é só impressão, estão cada vez mais esgoistas e individualistas. Todos querem ser os donos da verdade, os que tem mais direitos (quase nunca deveres e obrigações), os únicos que tem vez,  Por isso,  não medem esforços em mostrar o quanto  são desleais, incapazes de ceder a vez para outro e agir fraternalmente.
    Ai vem a pergunta: isso é mesmo natural? É possível que muitos respondam que sim. É uma pena. Em meio a essa corrida desenfreada para chegar sempre na frente, sem se importar com o que quer que seja, perdemos algo de muito valioso: a nossa capacidade de amar o nosso próximo, ser gentil, dar a vez ao outro.
    Há quem diga que agir assim é ser bobo, otário, Bondade e altruísmo é coisa de santo, não de ser humano normal. Pode até ser que seja assim. Nossa  condição simplesmente humana nos confere algumas limitações. Mas será que existe algum mal em buscar se espelhar nos exemplos de vida dos chamados "santos"?