Pesquisar este blog

sábado, 4 de março de 2017

A oração do "Pai Nosso" e o perdão.

Resultado de imagem para i magem para a oração do pai nosso e perdãoAcredito que não exista quem, cristão ou não, que não conheça a oração do "Pai Nosso". a oração que Jesus nos deixou antes de voltar para junto do Pai. Ela é, sem sombra de dúvidas, a oração mais conhecida dos cristãos e também a mais rezada. A qualquer momento, basta alguém propor que se reze uma oração e ela é recitada por todos sem medo de errar. Afinal de contas, todo aprende a rezá-la desde criança.
No entanto, apesar de muito rezada, ela é muito pouco levada a sério. Nela, entre outras afirmações e pedidos, clamamos ao Pai do céu que perdoe as nossas ofensas (pecados) assim como perdoamos a quem nos tenha ofendido, ou seja, aqueles que pecaram contra nós causando-nos dor, sofrimento e outros tipos de constrangimentos.
Infelizmente, poucos, apesar de rezar essa oração com todo fervor, cumprem a promessa feita. Nesse caso, ela não passa de um mero conjunto de palavras sem muito sentido prático em nossas vidas. Para que isso mude, temos que passar a pensar mais naquilo que a oração diz, no real sentido de suas palavras.
Não devemos esquecer que ela é, antes de tudo, uma oração na qual condicionamos o perdão para os nossos pecados à disposição de perdoar os pecados dos nossos irmãos. Esse é o seu verdadeiro sentido. Se não perdoarmos as ofensas que sofremos, as ofensas que fazemos. não só a Deus, mas a todos que nos rodeiam, não serão perdoadas.
E não adianta pensar que pedindo perdão a Deus está tudo resolvido. Ao rezar confessamos que temos plena consciência daquilo que estamos falando, ou seja, se não cumprimos com a nossa palavras estamos "pecando" mais ainda.
Apesar de a doutrina cristã, não importa o seguimento que seja, ser a doutrina do amor e do perdão, estamos longe de levar isso ao pé da letra. Vivemos num mundo de ódios, mágoas e rancores profundos. Parece que não somos capazes de amar como Jesus amou e viver como Jesus viveu simplesmente porque achamos muito difícil perdoar e amar a todos como a nós mesmos.
Porém, essa é a condição imposta àqueles que se prontificam a seguir o cristianismo: perdoar e amar ao próximo. Sem isso, continuaremos a rezar a oração do "Pai Nosso" sem nunca atingir o nosso objetivo: o perdão para as nossas faltas. Temos também que perdoar as faltas (ofensas) dos nossos irmãos. Sem isso, nada feito. Continuaremos sempre na escuridão.

Bom final de semana.