Pesquisar este blog

domingo, 2 de abril de 2017

Laços perdidos.

Resultado de imagem para imagens para laços perdidosAs constantes mudanças que geralmente ocorrem em nossas vidas nos levam, muitas vezes, a trocar de rua, bairro, cidade, de estado  e até mesmo de país. É raro vivermos sempre no mesmo lugar ou nos relacionarmos com as mesmas pessoas durante toda a nossa vida. Dessa forma, estamos sempre aproximando e ao mesmo nos afastando de pessoas. Algumas não vemos nunca mais. Elas simplesmente desaparecem de nossas vidas como se nunca as tivéssemos conhecido. Ficam apenas as lembranças e a sensação de que as conhecemos numa outra vida ou que tudo não passa de um sonho ou uma ilusão criada por nós. 
Outras, encontramos de vez em quando e logo as perdemos de vista novamente. Depois disso, ficamos dependendo do acaso para nos reunirmos outra vez. É claro que aí estão incluídas aquelas pessoas que não fazemos muita questão de reencontrar. Nesse caso, acreditamos que o "destino" fez um bom trabalho levando-as para bem longe. 
Mas há os casos de pessoas que a separação nos causou muita dor e sofrimento. São os amores que vão para longe, os amigos que partem nos deixando com lágrimas nos olhos, a morte que  arrasta inexoravelmente aqueles que tanto amamos. Enfim, laços que se perdem seja por vontade ou por força dos acontecimentos que independem de nossa ação e que muitas vezes não mais poderão se  refeitos.
A distância e a separação são dois grandes corrosivos. Destroem os laços que foram criados naturalmente por força do convívio. Laços que uma vez quebrados dificilmente voltam a ser do jeito que eram antes, tornado muito difícil ou até impossível a retomada de um grande amor, de uma amizade afetuosa ou mesmo de um parentesco próximo ou distante. 
Refazer laços perdidos exige muita boa vontade das duas partes, independente do motivo da separação. As duas partes mudam, passam a ver a vida de maneiras diferentes pelas experiências vividas ou não vividas durante o tempo de afastamento e isso pode dificultar a retomada dos laços afetivos. 
No entanto, é sempre possível vencer todas essas barreiras e voltar ao convívio nos moldes de antes. Principalmente quando as pessoas envolvidas estão com seus corações abertos e dispostas a aceitar que não somente a outra pessoa mudou, mas que você também mudou com o passar do tempo em que estiveram separados. 

Bom domingo.