Pesquisar este blog

domingo, 5 de março de 2017

Nosso maior inimigo

Resultado de imagem para imagem para nosso maior inimigo, nós mesmosA crença de que existe um (há quem acredite que tenha vários ou mesmo os veja em todo canto) inimigo sempre agindo pelas nossas costas é grande. Ninguém escapa de, em algum momento, culpar esse "inimigo" por todos os problemas que enfrenta na vida. Muitos sabem o nome e o endereço desse inimigo e se pudessem o destruiria sem dó nem piedade para só então poder viver suas vidas em paz e com tranquilidade. 
Esse é o sonho dourado de todos: viver num mundo repleto de paz e amizade por todos os lados. Se possível, sem precisar "destruir" ninguém para isso, não é mesmo? O problema é que a coisa não é bem assim. Nem sempre esse "inimigo" é aquela pessoa que está vez por outra atravessando o nosso caminho e causa alguns estragos.
Não se pode negar que existem alguns "espíritos de porco" por aí, mas o grande "inimigo", aquele que não nos deixa seguir em frente e está sempre nos fazendo marcar passo na vida, somos nós mesmos. Nós somos, sem sombra de dúvida o nosso maior e mais feroz inimigo. Somos nós que atrapalhamos a nossa própria vida ao insistirmos em manter um padrão vibratório que só nos leva para o fundo do poço.
Mantemos os olhos fechados para todos os sinais que a vida nos envia a todo momento. Não damos ouvidos aos chamados da vida nem abrimos mão do nosso ego. É o nosso ego que nos faz ver inimigos por todo lado e não nos deixa entender de uma vez por todas que não precisamos ter razão o tempo todo, que a nossa opinião não é a mais acertada e muitas vezes nem é necessária. 
Portanto, se quisermos pacificar o mundo à nossa volta devemos começar pacificando a nós mesmos. Em primeiro lugar acabando com as nossas paixões, nossas raivas, invejas, mágoas e ressentimentos. Sentimentos que agem como verdadeiros inimigos e que moram dentro de nós e são alimentados todos os dias através dos nossos pensamentos negativos.
Deixamos de ser nosso "inimigo" a partir do momento em passamos a cultivar sentimentos de amor, perdão e compaixão por todos aqueles que nos rodeiam. Quando decidirmos alimentar esses sentimentos dentro de nós, não teremos mais inimigos, eles se tornarão todos companheiros de jornada.

Bom domingo.