Pesquisar este blog

domingo, 4 de outubro de 2015

O pedido e o agradecimento.

Resultado de imagem para imagem de agradecimentosDiz o ditado que quem não chora não mana. E isso não vale apenas para os bebês. Nós, os adultos, muitas vezes precisamos dar aquela "choradinha".  Partindo desse princípio, muitos exageram na dose e passam a vida inteira agindo como "chorões" ou crianças birrentas numa loja de brinquedos. Insatisfeitos por natureza, estamos sempre querendo mais e mais. 
Por outro lado, segundo nos ensinam as religiões e algumas filosofias, a humanidade tem toda a riqueza do mundo à nossa disposição.  Se as pessoas vivem em estado de pobreza e privação é porque ainda não tomaram conhecimento do tesouro imenso que possuem.
O próprio Jesus nos ensinou que basta pedir para recebermos. É claro que nossos desejos e pedidos precisam ser, no mínimo, justos. Não é o fato de termos todo o universo trabalhando ao nosso favor, tanta riqueza à nossa disposição que vamos extrapolar e passar a pedir coisas de que não necessitamos verdadeiramente. 
Tudo na vida precisa de equilíbrio. Os nossos desejos precisam ser equilibrados, justos, honestos e que priorizem o bem comum. O universo (Deus para quem assim acredita) não gosta de ações egoístas, que visem unicamente o interesse pessoal. Precisamos pensar sempre no coletivo, no outro que está ao nosso lado ou mesmo naqueles que não são tão próximos assim..
Outro dado, provavelmente o mais importante de todos, é agradecer. O agradecimento deve sempre preceder o recebimento. Quando pedimos alguma coisa seja a Deus, às forças do universo ou mesmos àqueles que acreditamos poder nos ajudar devemos, antes de qualquer coisa, agradecer.
O agradecimento deve até mesmo preceder o pedido. Antes de pedir devemos já nos sentir plenamente atendidos. Dessa maneira, estamos, acima de tudo, reforçando nossa crença de que vamos ter o nosso pedido atendido e também estamos demonstramos que desde já somos agradecidos.