Pesquisar este blog

domingo, 14 de abril de 2013

Só a vida ensina - Capítulo 8

     Neste capítulo Joel recebe ajuda do amigo Fábio para tentar reconquistar Verinha e acertar a sua vida. Será que ele vai aproveitar essa chance? Leia o capítulo e descubra.

SÓ A VIDA ENSINA

CAPÍTULO 8



CENA 1 - INTERNA/DIA - QUATRO DE HOSPEDARIA
CONTINUAÇÃO IMEDITATA DA CENA 10 DO CAPÍTULO 7
FÁBIO E O HOMEM ESTÃO DIANTE DE JOEL, DEITADO NA CAMA.

FÁBIO – (PARA O HOMEM) Pode deixar. Agora eu me entendo com ele.

HOMEM – (DESCONFIADO) Olha lá, moço. Não quero saber de rolo aqui no meu estabelecimento. Se o moço aí te deve alguma coisa, é melhor acertar lá fora.

FÁBIO – Pode ficar tranqüilo. Sou amigo dele.

HOMEM – E um homem nessa situação tem amigo?

FÁBIO – (TENTANDO ACORDAR JOEL) Joel, acorda. Acorda, Joel.

HOMEM – Ele não vai acorda, não. Chegou muito doidão.

FÁBIO – Faz muito tempo que ele está morando aqui?

HOMEM – Mais ou menos uma semana.

FÁBIO – O Senhor podia dar um recado a ele?

HOMEM – Sim.

CORTA PARA:

CENA 2 - INTERNA/DIA - RECEPÇÃO DA HOSPEDARIA.
HOMEM DA CENA 1 ESTÁ NA RECEPÇÃO.
JOEL DESCE AS ESCADAS INDO PARA RUA.

HOMEM – Seu nome é Joel?

JOEL – Sim.

HOMEM – Tem um recado pro senhor.

JOEL – Recado?

HOMEM – Teve um moço aí dizendo ser seu amigo.

JOEL – É engano. Eu não tenho amigo, não. (SAI)

CORTA PARA:

CENA 3 - EXTERNA/DIA - UMA RUA QUALQUER
FÁBIO E VERINHA CONVERSAM.

FÁBIO – Precisava ver o estado dele, Verinha. Coisa de cortar o coração. (TEMPO) O Joel está virando um molambo.

VERINHA – E o que eu posso fazer?

FÁBIO – Dá uma chance para ele, Verinha. Quem sabe ele não toma um rumo na vida. (TEMPO) E você gosta dele que eu sei.

VERINHA – Mas eu estou mesmo resolvida a voltar pra minha terra.

FÁBIO – Pensa um pouco, Verinha. Perdoa as besteiras que ele fez. Dê uma chance para o amor de vocês dois.

VERINHA FICA MEIO INDECISA.

CPRTA PARA:

CENA 4 - INTERNA/DIA - HOSPEDARIA ONDE JOEL ESTÁ MORANDO - QUARTO
JOEL ESTÁ DEITADO. A PORTA ABRE E FÁBIO ENTRA.

JOEL – O que você quer aqui?

FÁBIO – Que é isso, Joel? Esqueceu que somos amigos?

JOEL – Amigo? Essa é boa. (TOM) Se eu tivesse amigo, não estava vivendo numa espelunca dessas.

FÁBIO – O que você quer que eu faça? (TEMPO) Lá em casa não dá para você ficar. A Marluce acha...

JOEL – (INTERROMPENDO) Eu sei o que a Marluce pensa de mim. Pra ela eu sou um cachaceiro que tira você do bom caminho. (TOM) Quer saber de uma coisa? Eu não vou ficar aqui falando com traidor. (LEVANTA E SAI)

FÁBIO – Espera aí, Joel. Que história de traidor é essa? (SAI)

CORTA PARA:

CENA 5 - EXTERNA/DIA - RUA  - EM FRENTE À  HOSPEDARIA
JOEL ESTÁ CAMINHANDO APRESSADO. FÁBIO É MAIS RÁPIDO E O ALCANÇA.

FÁBIO – Que história é essa, Joel? Eu nunca traí você.

JOEL – Não mesmo?

FÁBIO – Não.

JOEL – E o meu cargo de chefe lá no escritório? Soube que seu Olavo subiu você de cargo: agora é chefe. (TEMPO) Esse cargo era meu.

FÁBIO – Que bobagem é essa, Joel? Você saiu de lá, esqueceu?

JOEL – Era tudo o que você queria: ficar no meu lugar. Ser o chefe.

FÁBIO – Deixa de bobagem, Joel. Você não tá falando coisa com coisa. (TEMPO) Eu só vim aqui pra te dar um recado.

JOEL – Que recado?

FÁBIO – A Verinha está indo embora. Você está prestes a perder a mulher que você ama pra sempre.

JOEL SE ASSUSTA COM A REVELAÇÃO.

CORTA PARA:

CENA 6 - INTERNA/NOITE - CASA DE VERINHA -  SALA
JOEL, FÁBIO E VERINHA ESTÃO DE PÉ NO MEIO DA SALA.

VERINHA – Que é isso, Fábio? Eu falei pra você não dizer nada pra esse cara.

JOEL – Quer dizer que você ia me deixar sem nem uma despedida?

VERINHA – Você não merece nenhum tipo de consideração.

JOEL – Olha como ela me trata, Fábio. (TOM) Essa mulher quer destruir o meu coração.

FÁBIO –  (MEIO SEM JEITO) Eu vou deixar vocês sozinhos. Vocês têm muito que conversar. (SAI)

VERINHA – Volta aqui, Fábio. Eu não tenho nada para falar com esse cara.

JOEL – (APROXIMA-SE DE VERINHA E TENTA ABRAÇÁ-LA) Será que não temos mesmo? (TOM) Me dá uma chance, meu amor. Se for preciso, eu me ajoelho aos seus pés. (AJOELHA-SE) Olha aqui, eu já estou de joelhos.

VERINHA – (ENCABULADA) Para com isso, Joel.

CORTA PARA:

CENA 7 - INTERIOR/DIA - CASA DE VERINHA -  QUARTO
JOEL E VERINHA ESTÃO NA CAMA. TERMINARAM DE FAZER AMOR.

JOEL – Daria tudo pra ficar com você pelo resto de minha vida.

VERINHA – Lá vem você com suas velhas promessas. (TEMPO) Tô cansada de suas promessas, Joel.

JOEL – Agora é sério, Verinha. Quero ficar com você. Só você... Acredita em mim, meu amor.

VERINHA – Deixa de conversa, Joel. Você não me engana mais. (TOM) Minha decisão já está tomada. Acertei tudo com dona Damares. Vou embora, amanhã.

JOEL – Não faça isso, meu amor.

CORTA PRA:

CENA 8 - INTERIOR/DIA - CASA DE VERINHA - QUARTO
VERINHA ESTÁ PREPARANDO SUAS MALAS TENDO JOEL DO SEU LADO.

JOEL – Não faça isso, Verinha.

VERINHA – (ABORRECIDA) Para com isso, Joel! Há dias que você repete sempre a mesma coisa. Já não aguento mais isso.

JOEL – Eu vou continuar repetindo até você mudar de ideia. (TOM) Não faça isso, Verinha. Eu prometo que vou tomar juízo, virar um homem sério para ser digno do seu amor, prometo.

VERINHA – Seria tão bom se isso fosse verdade.

JOEL – E é verdade. Pode acreditar.

VERINHA – (DECIDIDA) Está bem. Pode parar com isso. Eu fico.

JOEL – (FELIZ) Verdade?

VERINHA – Verdade. (TOM) Mas olha lá: qualquer deslize seu e eu me mando.

JOEL – Tá combinado. Agora vamos desfazer essas malas.

CORTA PARA:

CENA 9 - INTERIOR/DIA. - CASA DE VERINHA – SALA CONJUGADA COM COZINHA
VERINHA ESTÁ TODA FELIZ PREPARANDO UM JANTAR. A TODA HORA OLHA NO RELÓGIO, VAI ATÉ A JANELA E DÁ UMA OLHADA.

VERINHA – O que foi feito do Joel? Até essa hora e ele não voltou.

PASSA MAIS ALGUM TEMPO, A PORTA SE ABRE E JOEL ENTRA COM ALGUNS COMPANHEIROS. ESTÃO TODOS BÊBADOS E MALTRAPILHOS.

JOEL – Verinha esses são os meus amigos. Amigos, essa é Verinha. A melhor mulher do mundo.

VERINHA – O que significa isso, Joel? Quem são esses homens?

JOEL – São meus amigos. Eles vão jantar com a gente.

VERINHA – Onde você encontrou essa gente? (TOM) Olha aqui, Joel. O jantar que eu estou preparando é para nós dois, não para um bando de bêbados. Quer fazer o favor de pedir para os seus AMIGOS irem embora?

JOEL – Que é isso, Verinha?  Se eles forem embora, eu vou com eles.

VERINHA – Faça isso. (TOM) E me faz o favor de não voltar mais. (GRITA) Nunca mais.

CORTA PARA:

CENA 10 - EXTERNA/DIA - RODOVIÁRIA NOVO RIO
VERINHA ESTÁ ESPERANDO UM ÔNIBUS NA PLATAFORMA. JOEL ESTÁ DO SEU LADO, INCONFORMADO.

JOEL – Você não vai mesmo mudar de ideia?

VERINHA – O que você acha?

JOEL – Eu sei que errei, Verinha, mas pensa melhor. A gente se ama. Nosso amor não pode terminar assim.

CORTA PARA:

FIM DO CAPÍTULO