Pesquisar este blog

domingo, 3 de abril de 2016

Depende de nós.

Tudo o que desejamos na vida é o que chamamos de "viver em paz". Isso significa viver num  mundo onde não haja problemas, onde o convívio seja maravilhoso, os amores sejam correspondidos e não haja nenhum tipo de desavença. Em outras palavras, um mundo perfeito.Somos intransigentes, impetuosos e, não raro, nem sabemos o que queremos de verdade
No entanto, pelo andar da carruagem, já percebemos que esse desejo não parece fácil de ser realizado. A começar por nós mesmos. Nem sempre ajudamos para que o mundo funcione em perfeita harmonia. Somos intransigentes, impetuosos e, não raro, nem sabemos o que queremos de verdade. Apesar de  saber disso, muita gente insiste em colocar a culpa pela desarmonia de suas vidas nos outros. Os outros são sempre os responsáveis por tudo de errado que acontece em sua vida e no mundo inteiro. Poucas vezes fazemos um exame de consciência e procuramos mudar a nossa maneira de agir diante das situações que a vida apresenta.
Talvez o mundo fosse melhor se nos dispuséssemos a melhorá-lo com nossas ações. O problema é que deixamos essa tarefa para o outro. Cabe ao outro, o desconhecido, a tarefa de não poluir o mundo,  não desmatar as nossas florestas, não roubar o dinheiro da merenda escolar, governar em prol do povo pobre e sofrido, de ser bom, justo e honesto.
Por sua vez, o outro pensa a mesma c coisa de nós. Por isso estamos vivendo esse caos onde ninguém consegue ver uma saída. Todo mundo acha que tem razão e não cede um único centímetro para que possamos encontrar algum entendimento nessa balburdia.
É preciso que deixemos de ser tão radicais em nossas posições e passemos a realmente pensar no bem comum. Chega desse racha. Isso não vai nos levar a nenhum outro lugar que não seja a uma guerra cível. E guerra cível, sabemos muito bem, é irmão lutando contra irmão apenas porque pensa de forma diferente, defende posições diferentes.
O que o nosso país precisa é de gente que realmente o ame e queira vê-lo brilhar entre as nações do mundo. E isso depende de nós, de cada um de nós. Chega de jogar a culpa nas costas dos outros e assumamos todos a tarefa de fazer um país melhor onde a corrupção não seja um fato corriqueiro e plenamente aceitável e ver homens públicos sendo presos seja algo impensável.

Bom domingo.