Pesquisar este blog

domingo, 4 de julho de 2010

Pequenos gestos.

     Outro dia, do alto da minha janela, assisti a uma cena que me fez pensar. Não se tratou de nenhum atropelamento, assalto, briga, tumulto, ou coisa parecida. Simplesmente uma mulher, aparentemente jovem, tirou da bolsa e começou a desembrulhar o que, provavelmente, seria um lanche. Logo pensei que ela iria jogar todo o material descartável pelo chão e partiria como a mais justas das mulheres. Cheguei mesmo a esboçar uma certa indignação: " Olha, que porca! É por isso que a cidade está tão suja." Mas, felizmente, queimei a língua. O julgamento foi apressado. Ela caminhou calmamente até uma lixeira e ali depositou o lixo que eu pensei que  jogaria na rua, demonstrando para mim que era uma cidadã civilizada e comprometida com a limpeza e organização da cidade onde mora.
     Ato simples e que deveria ser corriqueiro em nossa cidade, mas que, infelizmente, não é. Por isso, atitudes como a daquela moça acabam despertando uma certa admiração: "Nossa, ela é educada. Sabe que lixo é para colocar na lixeira. Que maravilha!" Talvez até merecesse ser condecorada com alguma medalha ou mesmo ser aplaudida de pé pelo seu ato.
     Brincadeira à parte, as pessoas continuam tratando nossa cidade como uma lixeira a céu aberto, ignorando qualquer apelo ao bom senso e à educação. Principalmente nesses dias de copa do mundo. Em nome de uma euforia, muitas vezes descabida, suja-se as ruas, polui-se o ambiente, sem culpa. Afinal, estamos (ou devemos estar) felizes. Depois os garis da Comlurb vêm e faz a limpeza. É o que, creio, pensam os que sujam por todos os lugares por onde passam.
     Está mais que na hora de todos nós nos conscientezarmos de que somos nós os responsáveis por uma cidade mais limpa e ordeira, que somos nós os responsáveis por um mundo melhor. Depende de cada gesto nosso, por menor e mais insignificante que seja, que esse planeta fique melhor. E que nossas atitudes não podem ser de um momento apenas, mas de todos os dias. A cada manhã quando acordamos temos que refazer o compromisso de fazer a nossa parte na melhoria desse mundo e isso inclui a limpeza de nossa cidade.
     Não conheço aquela mulher que vi pela janela de minha casa tendo uma atitude civilizada para com sua cidade, mas acredito que é de pessoas assim que o mundo precisa; pessoas que anonimamente fazem o seu papel de exemplo a ser seguido, porque a qualquer momento podemos estar servindo de modelo para os outros e todos queremos ser bons exemplos, não é?