Pesquisar este blog

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

"Ninguém vive pra semente".

     Mesmo sabendo que ela será inevitável, muita gente se nega a sequer falar sobre ela. Basta que alguém toque no assunto para que muitos se afastem temerosos ou  mesmo que tapem os ouvidos, como se dessa maneira conseguissem afastá-la para bem longe. Não há dúvida que ela é algo que todo mundo quer evitar e que para isso seria capaz de fazer qualquer coisa.
     Uma dessas das formas que as pessoas encontram para tentar escapar desse encontro marcado é tentando não falar sobre o assunto. Muitos passam a vida inteira se negando a pensar na hipótese de um dia vir a ter que enfrentá-la de frente.
     Apesar de termos nascido com esse selo. Um dia teremos que deixar esse mundo e continuar a nossa viagem rumo a outros mundos e a outras experiências. E isso nada tem a ver, na minha opinião,  com castigo ou injustiça. Muito pelo contrário. É uma lei natural e um presente que recebemos ao nascer. Como diz o povo: "ninguém vive pra semente".
     E a ideia de que a vida estará sempre em movimento e que estaremos sempre sendo apresentados a novos caminhos deveria antes nos alegrar do que nos entristecer. Quem não gosta de sair de viagem e conhecer novos lugares, novas pessoas, rever amigos, viver novas experiências? Todo mundo gosta, não? Pois é assim que devemos encarar essa travessia.
     É claro que essa atitude de manter absoluto silêncio sobre o assunto merece total respeito. Todos temos o direito de escolher de que maneira vamos enfrentar os desafios que se apresentam em nosso caminho, nao é mesmo?
     Mas, no entanto, as pessoas vivem indo ao encontro dela toda vez que botam suas vidas em risco seja de maneira voluntária ou involuntária. E isso se dá, muitas vezes, sem que percebamos, sem nos darmos conta. Até porque a vida é um risco constante e essa possibilidade sempre existe. Por mais que tenhamos cuidado, por mais que sejamos precavidos, os perigos estão aí a todo momento.
     O importante é vivermos com alegria, agradecendo a todo momento o dom maravilhoso que recebemos que é a vida.