Pesquisar este blog

sábado, 4 de dezembro de 2010

A maldita inveja.

     Os mais afoitos não deixam por menos e vão logo dizendo: "a inveja é uma m." E eu acho que eles têm razão. Não existe nada pior na vida do que ser vítima dos invejosos, aqueles que vivem de plantão para secar as nossas pequenas (ou grandes) vitórias do dia-a-dia. Parece coisa combinada, pois estão sempre por perto e basta a gente galgar um degrauzinho e lá vêm eles para minimizar o nosso esforço dizendo que aquilo é fácil, que conhece não sei quantos que já fizeram o mesmo ou melhor e que isso, que aquilo... Um inferno. Dá para ver o veneno escorrendo do lado da boca do invejoso. Esse tipo de pessoa não faz nada para também subir os degraus da escada da vida e passa a viver para tentar derrubar aqueles que estão na luta.
     Preciso confessar que tenho dificuldade para conviver com gente assim e chego a ficar indignado, chateado, aborrecido. Chego a ficar triste mesmo. Embora no fundo eu saiba que estas pessoas são exatamente aquelas que necessitam que eu tenha paciência, amor, compreensão, compaixão. Porque alguém que tenta destruir o seu irmão com palavras de desestímulo, com expressões de desdém, risinhos ou comparações descabidas é pessoa doente e que precisa de tratamento urgente para deixar esse hábito terrível, triste e lamentável.
     O mais lamentável de tudo é que esse tipo pode ser encontrado em qualquer lugar: em casa, no trabalho, na rua, no bar, na academia, na praia, na igreja. É preciso ficar alerta. Parece doença contagiosa. É preciso proteger-se com oração, medalinha, água benta, pensamento positivo, tudo. E o que é mais assustador: você (e eu) também pode ser vítima. Cuidado para não ser picado pelo bichinho da inveja, ele está no ar. Ninguém está livre.
     Espero, do fundo do meu coração, que você nunca tenha sido picado pelo bichinho da inveja e não tenha a falta de sorte de conviver com esse tipo de pessoa. Mas se tiver, respire profundamente. Não perca a paciência, não entre no jogo, mostre que você está acima desse tipo de coisa, que você confia na sua força, no seu trabalho, no seu talento, que você confia em Deus, acima de tudo. Assim, com certeza, o invejoso vai perceber que você não se deixa abater por qualquer coisa e que não vai ser um veneninho qualquer que vai derrubá-lo. Seja forte!
PS. Não acredito que existe inveja boa ou inveja ruim. Inveja é inveja e pronto.