Pesquisar este blog

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Zilda Arns - Um exemplo de vida.

Não podia deixar de registrar o meu pezar pela morte da dra. Zilda Arns ocorrida em decorrência do terremoto que arrasou a capital do Haiti, Porto Príncipe. Como é do conhecimento de todos, a dra. Zilda Arns não estava lá a passeio, estava trabalhando no projeto da igreja católica do Brasil, a Pastoral da Criança. Projeto esse craido por ela e que salvou e salva milhares de crianças, livrando-as da morte certa, em todo o Brasil. Trabalho pioneiro que parte de soluções simples e caseiras para solucionar o sério problema da mortalidade infantil, principalmente entre as populações mais pobres. O trabalho da dra. Zilda, embora tenha causado certo estranhamento incialmente, afinal somos condicionados a acreditar mais em ideas mirabolantes e de alto custo, logo conquistou a todos e ganhou o mundo. Ela chegou a ser indicada ao prêmio Nobel da Paz. Não ganhou. Mas isso não fez diferença. Afinal o prêmio maior que ela ganhou foi o de ver suas crianças escaparem da morte. E era isso que ela fazia no Haiti: salvava crianças pobres da morte. Aos setenta e cinco, quando muitos já "penduraram as chuteiras", ela mantinha a chama acesa, pois acreditava no que fazia, sabia que não podia parar. Vejo isso como uma benção: ela trabalhou até o fim no projeto de sua vida. Oxalá todos nós tivessemos essa sorte! Falo isso porque não vejo a morte como um castigo, apenas como o fim de um ciclo. Com certeza Zilda Arns vai continuar seu trabalho na esfera espiritual onde, também, há muito o que se fazer. O que resta a quem fica é não deixar a chama se apagar. Creio que seu trabalho aqui na terra não vai terminar com seu "desaparecimento", afinal ela ensinou a todos o "pulo do gato"  através da simplicidade de atos e ações. Obrigado, dra. Zilda Arns. A terra precisa de mais exemplos como o seu.