Pesquisar este blog

sábado, 24 de novembro de 2012

Acalme o seu coração.

     Seria bom e desejável que a vida fosse feita apenas de coisas boas, que recebêssemos apenas boas notícias e que nunca ficássemos em estado de apreensão, com a respiração ofegante, o coração batendo descompassado, que é como ficamos nos momentos em que a incerteza toma conta de nossos sentidos e nos deixa à deriva.  
     Coisas ruins, ou não tão boas, acontecem e somos obrigados a encará-las todos os dias querendo ou não. Por isso, precisamos estar preparados para elas. O estranho é que mesmo sabendo disso, não temos como nos conduzir de maneira a que não nos exasperemos diante daquilo que tanto tememos.
Dizem por aí, para não lançar mão de algo mais, digamos,  picante que: "quando não se tem remédio, remediado está". E talvez essa seja mesmo a saída.  Se não tem solução, já está solucionado. Nada de levar a mão à cabeça, nada de desespero. Muita calma nessa hora. Nada como um dia após o outro.
     Para os que acreditam numa força maior, é hora de voltar-se para essa força, seja qual for, e se agarrar à ela até que a tempestade passe. Até porque, graças a Deus, as tempestades sempre passsam. Mesmo que fiquem alguns estragos, elas não duram para sempre.
     Já ouviu aquela que diz que "não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe" ? É outro dito popular que nunca deve ser esquecido. A voz do povo é cheia de sabedoria porque transpira experiência, conhecimento de causa.
     É preciso sempre lembrar que qualquer que seja o problema que a gente esteja vivendo, muita gente já passou por ele antes. Não somos os primeiros e e nem seremos os últimos a passar pela mesma coisa. Se isso não resolve, pelo menos, consola.
     E tudo o que precisamos nos momentos difíceis é de acalmar o nosso coração. Não espere que a palavra amiga venha de fora de você através de uma outra pessoa. Se vier, muito bom. É sempree ter um (a) amigo (a) nessas horas. Mas você mesmo pode, e deve, ser aquele (a) que vai dizer as palavras de encorajamento que você tanto precisa ouvir.
     Fale com você, converse consigo mesmo. É mais fácil ouvir e aceitar a nossa própria voz nos encorajando do que a voz de uma outra pessoa. Faça o teste e comprove. Assim o que é difícil, duro, intransponível pode ficar mais fácil de ser encarado.
     Agindo assim, estamos sendo os nossos melhores amigos.  Sem abrir mão, é claro, de todos aqueles que nos rodeiam e são tão importantes para nós.