Pesquisar este blog

sábado, 1 de abril de 2017

Tercerizando a vida.

Resultado de imagem para imagem de terceirizando nossas tarefasQuem não gostaria de encontrar uma pessoa que fizesse tudo em seu lugar, desde as tarefas corriqueiras até aquelas mais chatas que você não suporta fazer? Qualquer um, não é mesmo? Até porque a vida está repleta de coisas que a gente só faz porque é obrigado e quando encontramos alguém disposto a nos dar aquela "mãozinha" ou mesmo assumir o nosso lugar levantamos as mãos para o céu ou nos prostramos por terra em agradecimento. Afinal de contas, não é todo dia que se encontra uma alma boa dando sopa por aí. Principalmente uma alma boa que nos livra de ter que enfrentar as coisas chatas da vida.
Parece tudo muito bom. Passamos adiante a tarefa chata ou difícil que a vida ou alguém nos confiou e podemos aproveitar nosso tempo sem grande tribulações. Assim, como é muito comum, pensamos que somos mais espertos que os outros e que estamos levando vantagem.  No entanto, como tudo na vida, esse tipo de atitude também tem os seus efeitos colaterais. Porque, seja  de qual natureza for, qualquer tarefa que nos é confiada deve ser realizada por nós mesmos. Não podemos simplesmente "terceirizar" as nossas obrigações e problemas esperando que eles sejam realizados por outra pessoa. Aquilo que você tem que fazer ou passar, seja bom ou ruim, é seu, faz parte do seu crescimento espiritual e pessoal e é intransferível. Só você pode fazer. E nisso estão incluídas todas as coisas da vida por simples ou mais complexas que sejam. 
Por isso, quando alguém - pai, mãe, irmãos, tios, avós, maridos, esposas, amigos, colegas ou quem quer seja - se ofereçcer para fazer qualquer coisa no seu lugar, não aceite. Essa generosidade pode causar-lhe sérios atrasos em sua vida. Por melhor e mais bem intencionada que uma pessoa seja, ao tentar assumir o seu lugar em qualquer situação ela está impedindo que você viva aquela experiência que, uma vez vivida, poderia significar um grande avanço em sua caminhada.
É claro que isso não significa que somos proibidos de receber ajuda das pessoas que vivem à nossa volta. Pelo contrário. Toda ajuda é bem-vinda. Não só devemos aceitar ajuda dos outros como devemos pedir ajuda sempre que sentirmos que não vamos conseguir cumprir determinada tarefa sozinhos. Apenas não devemos deixar que o outro faça em nosso lugar. Pedir e receber ajuda são também uma questão de humildade, deixar que o outro faça as suas tarefas no seu lugar é sinal claro de preguiça e malandragem. Pense nisso.

Bom final de semana.