Pesquisar este blog

sábado, 7 de março de 2015

Trabalho voluntário.

Resultado de imagem para imagens sobre trabalho voluntário    Acho que falei disso por aqui, mas é sempre bom a gente voltar a tocar nesse assunto. Estou falando do serviço voluntário. Felizmente, as pessoas têm cada vez mais dedicado parte de seu tempo a esse gesto que faz tanta diferença na vida de muita gente.
     Apesar de todos os avanços pelos quais passa a humanidade parece que sempre vão existir pessoas que necessitam da boa vontade dos outros. Não importa o grau dessa necessidade, nem os motivos que levam uma pessoa a estar numa situação desvantajosa. 
     Como bem disse Jesus, "devemos fazer o bem sem olhar a quem". Ou seja, um dos principais mandamentos do voluntário é não fazer julgamentos e nem esperar receber recompensas pelo "bem" que julga estar fazendo. 
     Em muitos casos, o verdadeiro beneficiado é aquele que faz a ação, não aquele que a recebe. Estamos cada um de nós em diferentes estágios de crescimento espiritual e uma situação de penúria na terra nem sempre significa "penúria" espiritual. Aquele a quem estendes a mão pode ser um espírito elevado cumprindo seu caminho na terra.
       E ninguém precisa atravessar o mundo para fazer alguma coisa pelo seu semelhante. Do seu lado, muito próximo de você pode ter alguém que esteja à espera de um gesto, de uma atitude de amor, carinho e compaixão. 
      E isso não fica restrito às camadas mais pobres de nossa sociedade. Muitas vezes, temos dinheiro saúde e somos pessoas tristes e solitárias, portanto dependentes de um sorriso, atenção e companhia. Que alegria não traz ao coração um sorriso, uma atenção momentânea, uma palavra amiga? Só quem recebe pode dizer, não é?
     O único senão é que algumas pessoas engajam-se no serviço voluntário, mas não costumam levar isso muito a sério. Acham que é um trabalho para quando elas não têm "nada melhor para fazer". Grande engano, erro imperdoável. O serviço voluntário é um trabalho como outro qualquer, a única diferença é que não "recebemos" por isso. No mais, a responsabilidade é a mesma ou até maior.
     Por isso, pense bem antes de assumir a responsabilidade de fazer qualquer trabalho em prol dos outros. Seja distribuindo comida na rua, cuidando de idosos em asilos, crianças em orfanatos e comunidade carentes, visitando doentes em hospitais, jovens em situação de risco, presos em penitenciárias, salvando vidas nas estradas, levando a palavra de Deus pelo mundo... Não importa. Devemos tomar esse  "trabalho" como algo prioritário em nossas vidas.  O mais, Deus proverá.

Bom domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário