Pesquisar este blog

domingo, 30 de agosto de 2015

Caçadores de fiéis

Resultado de imagem para imagem de jesus 
"Ide ao mundo e pregai o evangelho à toda criatura"

Para nossa felicidade, essa  exortação de Jesus foi levada ao pé da letra por seus apóstolos e discípulos logo após a sua morte. Muitos realmente saíram pelo mundo para espalhar a boa-nova  da salvação enfrentando sérias oposições como o temível império romano e, quase sempre, perderam suas vidas em nome da fé, como bem nos conta a história do cristianismo.
Naqueles dias de trevas, sem rádio, televisão ou internet, essa exortação teve um profundo significado. Era necessário que toda a terra tomasse conhecimento da verdade - que Cristo viera ao mundo para salvar toda humanidade - e isso só poda ser feito na base do corpo a corpo indo realmente onde estavam as pessoas.
Porém, hoje em dia, mais de dois mil anos depois, ainda podemos ver pessoas fazendo o mesmo trabalho que os apóstolos e discípulos fizeram. Aí vem uma pergunta: isso ainda é necessário? A boa- nova ainda não foi espalhada e ganhou todos os rincões da terra?
Provavelmente, toda humanidade tem conhecimento da passagem de Cristo pelo mundo e dos ensinamentos que ele deixou mesmo que siga outros caminhos ou até que o veja como um simples profeta. 
O que vemos hoje, na verdade, não é mais a propagação dos ensinamentos do Mestre e, sim, uma luta para atrair pessoas para esse ou aquele seguimento. Uma luta para se provar de que lado está a verdade, que deixa clara nada mais que a vaidade de cada um.
Por esse motivo, pessoas, muitas sem nenhum preparo, saem às ruas para conquistar seguidores para as suas igrejas partindo do pressuposto de que somente elas conhecem a Cristo e somente elas tiveram acesso ao conhecimento da verdade ignorando que "a casa do Pai tem muitas moradas" como ele mesmo disse.
Isso me faz pensar que o pedido de Jesus acabou sendo desvirtuado. Não creio que essa luta para saber qual o "Cristo" é mais autêntico seja a saída para um mundo mais espiritualizado. Toda vez que sou interpelado por um desses "caçadores de fiéis" fico muito indignado. Principalmente, quando me informam que o "meu Cristo" não é tão autêntico quando o deles.

Bom domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário