Pesquisar este blog

sábado, 29 de novembro de 2014

Agradeça o sol, ele continua a brilhar.

     Não existe fé inabalável. Tal como uma árvore em meio a tempestade podemos balançar e até mesmo correr riscos de cair. Porém, depois de muito vento, chuva, raios e trovões a tempestade costuma passar.
     Você pode dizer que ela, muitas vezes, deixa bastante estrago para trás e que algumas árvores não somente ameaçam, mas caem, literalmente. É verdade. Não há como negar. Algumas tempestades tendem a deixar marcas profundas.
    Mas quem resiste a uma bela manhã de sol? Apesar de todo o estrago, dos danos a serem reparados, o sol está brilhando. E ele, o sol, parece dizer que está brilhando exatamente para que você veja tudo com clareza, que veja que aconteça o que acontecer ele vai estar sempre brilhando. Principalmente depois de uma terrível tempestade.
     Portanto, se essa "tempestade" veio para abalar os seus alicerces, abre as janelas e veja o sol brilhando. Ele pode parecer não fazer nada além de brilhar, mas você vive melhor com essa luz toda, não é? E toda essa luz é a força que você precisava para arregaçar as mangas e limpar toda a sujeira deixada pela tempestade.
     Eu sei que você está se achando sem forças. A tempestade foi terrível, você teme não dar conta. No entanto, aos poucos, você vai percebendo que o mesmo sol que deixou à mostra toda a sujeira também apaga marcas, seca poças de água, o barro, faz com que o chão fique firme outra vez e você possa voltar a caminhar sem medo.
    E essa energia nova que ele te trás? Uma energia que nos dias de tempestade você chegou a pensar que não voltaria a ter.  Aproveita tudo isso e faz logo aquela faxina que estava precisando ser feita há tempos e que você vinha postergando.  Essa é a hora. 
    E no fim do dia, quando o sol já não estiver mais lá no horizonte, você vai ter a sensação de dever cumprido. A tempestade não conseguiu abalar as suas estruturas e sua fé seja na vida, no mundo, em Deus ou em você mesmo foi totalmente renovada.
     Na manhã seguinte, ao abrir a janela, vai constatar que o sol estará lá brilhando como nunca. Ele sempre brilha depois de qualquer tempestade.

Bom domingo.

Um comentário:

  1. Boa noite JULIO.
    Eu sou um pouco as versa, tem hora que quero chuva e horas que quero sol.
    Mas na verdade prefiro os dias nublados.
    Acostumei-me assim nada contra,mas não sou muito chegada de praia e até hoje os meus amigos reclamam por que eu prefiro estar em casa a ir curtir um dia de sol e praia borbulhando de gente.
    Quanto ao tema é perfeito para quem adora o sol, e concordo com você o dia fica muito mais bonito quando o sol aparece.
    Afinal te revigora trazendo energias, enquanto que no dia nublado fica um pouco borocoxô, mas isso vai de cada pessoa e como disse eu sou do tipo às avessas.
    Excelente texto como sempre o amigo é simplesmente excepcional.
    Deixando meu abraço.
    ClaraSol

    ResponderExcluir