Pesquisar este blog

sábado, 18 de março de 2017

Não culpe os outros pelos seus problemas.

Resultado de imagem para imagem para não culpe os outros pelos seus problemasÉ bem provável que não existam pessoas no mundo que não tenham problemas. Principalmente partindo do fato de que o ser humano é bastante eficiente neste quesito. Mesmo quando não há problema algum, nós os criamos. Há quem diga que não conseguimos viver se não estamos reclamando de alguma coisa. Trocando em miúdos, somos insatisfeitos por natureza.
Ao mesmo tempo, a nossa especialidade em buscar os culpados por nossos problemas mão é pequena. Adoramos listar as pessoas e coisas que nos fazem infelizes. Se tal pessoa te deixasse em paz, você não teria tal e tal problema, se você conseguisse tal soma de  dinheiro e tal coisa, todos os problemas estariam resolvidos. É isso que as pessoas vivem dizendo. 
No entanto, a tal pessoa sai da vida delas, elas conseguem aquela soma de dinheiro tão necessária para comprar todas aquelas coisas e a infelicidade continua a mesma. Em muitos casos até aumenta. ou dá lugar para outras necessidades e outros problemas. Ou seja, os problemas e as insatisfações continuam lá. Parece que fazem parte do nosso ser e que nunca vão nos deixar em paz. 
O que fazer diante dessa situação? A maioria entra em desespero e começa a ver culpados por toda parte. Todos se uniram para acabar com sua paz e sossego. Alguns chegam mesmo a dizer que o mundo está contra elas. Não é preciso dizer que esse tipo de pensamento e atitude não levam a lugar nenhum e só faz aumentar os problemas, não é? 
A saída é o autoconhecimento. Não adianta culpar as pessoas e o mundo pelos seus problemas. Eles existem porque você os criou e se você tem a sensação de que eles aumentam a cada dia é porque a cada dia você dá mais e mais importância a eles. Esqueça os problemas e eles vão perder a sua intensidade e logo desaparecerão.
Passe a ver o mundo através de uma ótica diferente. Pare de se sentir a vítima de tudo isso que está aí, porque na verdade você é a pessoa que faz essa roda girar. É você que regula a velocidade da roda e em qual direção ela vai girar. Quando nos conhecemos melhor descobrimos que podemos influenciar positiva ou negativamente no nosso destino e no destino do mundo em que vivemos. 
Perdoar aqueles que julgamos nos terem feito algum mal pode ser um caminho para apaziguar o nosso coração e com o coração em paz passamos a ver o outro e o mundo que nos cerca de um modo mais agradável. Experimente examinar as suas atitudes e verá que você também faz coisas que condena nos outros. Ao tentar mudar de comportamento descobrirá que o outro também estava esperando que você sinalizasse com a bandeira branca da paz  e que isso só dependia de você.

Bom final de semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário