Pesquisar este blog

domingo, 11 de dezembro de 2016

Quem cala consente?

Resultado de imagem para imagem de silencioEmbora nem sempre seja cumprida, a palavra ainda continua tendo muita importância nas relações entre as pessoas seja nos negócios, seja nas relações pessoais.. É através dela que as ideias são disseminadas e deixamos claro aquilo que pensamos. Até mesmo a Bíblia lhe confere grande papel na criação do mundo ao nos lembrar que tudo teve início através do verbo, ou seja, a palavra.
É claro que essa força, como tudo na vida, é para o bem e para mal. Através da palavra podemos construir, mas também destruir, levantar ou derrubar, dizer coisas doces e agradáveis ou ácidas e venenosas. A palavra, desde sempre, norteia as nossas vidas.
No entanto, há situações em que elas não são necessárias. Podemos falar sem articular sons. E isso se dá através do nosso corpo, gestos e expressões. Através deles, transmitimos muitas mensagens com uma precisão que não conseguimos com milhões de palavras. 
Por isso, devemos prestar muita atenção nos silêncios, naqueles momentos em que os nossos interlocutores se calam. Muitos preferem acreditar que o silêncio é a expressão máxima da concordância. É o famoso dito: "quem cala consente". Mas nem sempre a coisa é bem assim. Em silêncio, por meio de seus gestos e expressões, as pessoas estão sempre dizendo muito mais do que podemos imaginar.
O problema é que aprendemos desde cedo que só podemos expressar nossas ideias através das palavras, quando na verdade falamos através de muitos meios. Seja um simples sorriso, um choro convulsivo,ou um olhar de desprezo,  todos são carregados de informações. Basta prestar atenção.
Se levássemos isso mais em conta, não teríamos tantos problemas nos nossos relacionamentos e não nos decepcionaríamos tanto com as pessoas, pois leríamos nos seus semblantes a mensagem que elas estão tentando nos passar.
A palavra tem o seu lugar garantido no mundo das relações, mas o silêncio vai ser sempre falar muito mais do que podemos ou queremos imaginar. Antes de consentir, o silêncio diz aquilo que as palavras não conseguem expressar. Preste atenção nos silêncios.

Bom domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário