Pesquisar este blog

sábado, 4 de junho de 2016

Só para curtir.

O advento da internet e das redes sociais criou o fenômeno das curtidas ou dos"likes". É tudo muito simples: alguém posta alguma notícia ou foto e você "curte". Não existe a opção "não curte". Uma grande falha dessa "modernidade", pois aqueles que não curtem e não querem entrar em detalhes através de um comentário, que poderia ser mal interpretado, ficam sem ter como expressar seu "dislike".
Aí você diria que basta ignorar a postagem e passar batido. Também concordo, mas às vezes acontece de a pessoa apertar 'curtir" querendo dizer que achou aquilo uma grande babaquice ou mesmo um grande absurdo e sua "curtida" tem um efeito contrário ao desejado. 
Há, como eu já disse, ,muita bobagem e muito absurdo, grosserias sem propósito, mas algumas vezes aparecem postagens que realmente são interessantes ou assuntos bastante relevantes que merecem ser discutidos muito além de uma mera "curtida".
Porém, na maioria dos casos, você descobre que  as pessoas postam coisas em suas rede sociais sem ter nenhuma noção do que estão postando. Compartilham assuntos e matérias que não leram, não sabem do que se tratam e nem sabem se os assuntos procedem e se têm algum fundo de verdade.
Muitos ao serem abordados para falar sobre as postagem que fizeram revelam total desconhecimento do assunto e confessam apenas ter apertado o botão "compartilhar" sem se preocuparem em saber maiores detalhes ou se importar com aquilo que está difundindo em sua rede social.
Isso é, no mínimo, preocupante. Apesar de muitas postagens serem de assuntos corriqueiros outras são até comprometedoras ou vão dar em sites estranhos e perigosos. Temos, como cidadãos responsáveis, a obrigação de nos preocupar em passar para frente apenas assuntos que conhecemos a fundo ou ideias que conscientemente defendemos. Não podemos ficar "compartilhando" aquilo que não conhecemos e que, o pior de tudo, nem estamos preocupados em conhecer.

Bom domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário