Pesquisar este blog

domingo, 31 de agosto de 2014

"Direito divino".

     Os mais velhos costumam dizer algo mais ou menos parecido com: o que é da onça o lobo não come. Traduzindo, isso quer dizer que há coisas que são nossas e que mesmo que elas nos sejam negadas, acabam vindo parar em nossas mãos porque são nossas por "direito divino". e, portanto, ninguém nos pode tirar.
    Mas por que eu estou falando disso? É para, mais uma vez, falar do que aconteceu com ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Ela, pela segunda vez, tentou ser candidata à presidência da república e isso lhe foi negado através da impossibilidade do registro do partido que ela pretendia criar.
    No entanto, como, parece, este era o seu destino natural, ela acabou candidata depois do trágico acidente que vitimou seu colega de chapa Eduardo Campos. Uma visão apressada, pode achar que  é muito macabro, estranho, e até repulsivo uma pessoa precisar que a outra morra para que a vida lhe faça justiça e lhe dê aquilo que é de direito.
    Porém, basta que recorremos a outro dito:'"Deus escreve certo por linhas tortas". Os desígnios de Deus, e a Bíblia não nos deixa mentir, não seguem a  lógica humana. Por exemplo, Esaú era o filho, digamos, certinho, mas foi Jacó, o nem tão certinho assim, o escolhido.
    Não endosso assim essa visão "messiânica" de Marina silva e acho isso não significa que ela será eleita presidente. Isso é outro assunto. O que quero dizer aqui é que uma vez que nós de alguma forma adquirimos o direito à alguma coisa, de nada adianta que trabalhem contra. A vontade de Deus é soberana.
    E isso vale para tudo em nossas vidas. Ninguém  nos tira nem nos dá nada que não seja com a permissão do Criador. O que é nosso sempre vem parar em nossas mãos, seja pelo caminho que for e enfrentando as barreiras que enfrentar. Para isso, basta ter fé.
    No mais, é torcer para que os nossos desejos e aspirações sejam os mesmos desejos e aspirações que Deus tem para nós.

Bom domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário