Pesquisar este blog

domingo, 27 de julho de 2014

Personalidade forte ou grosseria?

     É muito comum a gente ouvir dizer que determinada pessoa tem uma personalidade forte. Imediatamente pensamos numa pessoa altiva e cheia de atitude, capaz de se manter firme nas situações mais extremas que a vida possa oferecer.
      E ninguém duvida que isso seja uma coisa positiva. Afinal de contas, isso é tudo que nós muitas queremos, ou seja, manter firmes nossas posições sem nos deixar influenciar por ideias que não são as nossas. 
     Esse  é um dos grandes perigos dos nossos dias, pois o que não faltam são amigos (sim, eles), empresas (todas querem nos convencer que os seus produtos são os melhores, os mais baratos e que não podemos viver sem eles), governos ( eles são querem nosso bem e por isso mesmo devemos confiar em suas ações), políticos ( eles têm a solução para todos os problemas da cidade, do estado, do país e quiçá do mundo. Antes de se elegerem, claro.), religiões ( só elas podem nos salvar da danação eterna)  e tudo mais para nos puxar para esse ou aquele caminho sem nos dar o direito da livre escolha.
    Portanto, ter uma personalidade forte pode ser um bom escudo. Sempre nos resguardando, obviamente, do risco de sermos, sob a capa dessa "personalidade forte", pessoas intransigentes que se negam a ver um palmo além do próprio nariz e que acham que mudar de opinião é sinal de fraqueza.
     Outro grande perigo, muito mais comum do que podemos imaginar, é o de, em nome dessa força de caráter camuflarmos nossa grosseria. Tem muita gente por aí que confunde as estações e sai  distribuindo bordoadas verbais a torto de a direito por onde passa.
     Reagir com rispidez e estupidez,  responder as perguntas que lhe são dirigidas aos berros e sempre com mau humor estão longe de serem exemplos de uma personalidade forte, são grosseria mesmo.

Bom final de semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário