Pesquisar este blog

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

O poder do pensamento.

      Muito se fala do poder da nossa mente. O próprio Jesus Cristo nos seus ensinamentos está sempre nos lembrando: "Pedi e recebereis". Só que mesmo com esse aval que Ele nos dá, parece que não acreditamos muito e continuamos a viver como seres limitados. Esquecemos que temos uma mente maravilhosa e que ela tem contato direto com o Grande Criador.
     Em sua passagem pela terra Jesus não fez outra coisa que não fosse tentar nos convencer disso. E quantos outros têm tentado fazer a mesma coisa? No entanto, preferimos ficar presos às limitações do corpo sem se dar conta dessa força que possuímos dentro de nós.
     Por vivermos milênios de cegueira, temos dificuldade de nos convencer do poder da nossa mente, do poder do pensamento, do poder da nossa intuição. E´por isso que vivemos tão imersos em nossos mundinhos nos sentindo frágeis e pequenos. E´como se tivéssemos medo de nos dar conta desse poder enorme que temos e não saber o que fazermos dele. Não é fácil descobrir, de uma hora para outra, que não somos tão frágeis como pensamos e que podemos, sim, direcionar a nossa vida de maneira positiva e produtiva.
     Passamos muito tempo acreditando no contrário. Nossa sociedade é feita em cima da ideia de que existem fortes e fracos e que os primeiros sempre vencerão e vão dominar. Baseado nesse principio passamos a vida convencidos de que os fortes são os outros, que nascemos marcados para sermos menos do que realmente somos.
     E´isso que faz com que as pessoas passem a vida inteira paradas sem buscar aquilo que têm de mais precioso na vida que é a fé em si mesmo. Sem que mudemos esse paradigma não adianta vir à terra centenas de profetas anunciando que podemos tudo, que somos feitos à imagem e semelhança de Deus. Se nós não mostramos capazes de acreditar nisso.
     Nosso pensamento pode nos abrir para um mundo melhor, mas também pode nos criar um inferno interior. A escolha é nossa. Talvez seja por isso que muitos preferem viver na escuridão da ignorância, morrendo de medo de dar o primeiro passo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário